Recentemente, o Latin NCAP (Programa de Avaliação de Novos Carros para América Latina e Caribe) realizou um teste de colisão frontal com o Chevrolet Onix. Infelizmente, os resultados foram preocupantes: o carro obteve apenas uma estrela na avaliação, a nota mais baixa.

O teste de colisão frontal simulou uma batida a 64 km/h. Durante a avaliação, o Onix apresentou problemas no reforço do habitáculo e a estrutura do veículo ficou muito danificada. Os testes dos airbags laterais também não foram satisfatórios, pois não evitaram que a cabeça do motorista batesse contra a lateral do veículo.

Esses resultados levantaram preocupações sobre a segurança do Onix e outros carros populares no Brasil. O veículo é um dos mais vendidos no país, com mais de 100 mil unidades comercializadas em 2021 até o momento. Seus preços acessíveis atraem muitos consumidores, mas a avaliação do Latin NCAP indica que a segurança pode ser um problema.

De acordo com Paulo Garbossa, diretor da consultoria ADK Automotive, O resultado é decepcionante para um carro que é líder em vendas no Brasil. Ele (Onix) é um carro popular e a maioria dos consumidores não está preocupada com a segurança do veículo, mas com o preço e o espaço interno.

No entanto, a ADK Automotive também enfatizou que as montadoras ainda têm muito a fazer para melhorar a segurança dos carros no Brasil. A empresa observou que, diferente dos países desenvolvidos, as leis de segurança veicular são menos restritivas na América Latina e Caribe.

Agora, é importante que os consumidores tenham ciência sobre a segurança veicular antes de comprar um carro. É importante escolher um carro seguro e confiável, especialmente se você tem família ou dirige com frequência. Por isso, é necessário aguardar ações corretivas por parte da Chevrolet e outras montadoras, bem como uma revisão das leis e padrões de segurança veicular no Brasil.

Em resumo, o crash test do Onix reprovado pelo Latin NCAP é um alerta para os consumidores sobre a segurança veicular. A avaliação levantou preocupações sobre a proteção dos motoristas e passageiros em caso de acidentes. É importante que as montadoras e governos aprimorem os padrões de segurança veicular para proteger a população.